Translate

quinta-feira, 19 de abril de 2018

Considerações de Aninha | Cora Coralina

  Kinesianos, é com muita felicidade que eu anuncio que agora eu também tenho um canal no Youtube chamado Coisas de Sousa. Lá eu pretendo dar continuidade ao trabalho que eu já estou fazendo no Kinesis, mas também quero trazer coisas novas. Vou produzir conteúdos relacionados a cultura, viagens, eventos, dicas, além de vários bate-papos, procurando sempre priorizar a acessibilidade, o respeito e a diversidade.

   Bom, pensando em tornar a poesia mais acessível e mostrar as belezas que existem por aí eu interpretei o poema "Considerações de Aninha", da Cora Coralina, na Serra da Piedade (Clique aqui para ver minha postagem sobre esse lugar maravilhoso).


Quem é Cora Coralina?

Cora Coralina

  Ana Lins dos Guimarães Peixoto, conhecida como Cora Coralina (seu pseudônimo)foi uma poetisa e contista brasileira. Nascida em Goiás, viveu entre os anos de 1889 a 1985.

   Publicou seu  primeiro livro quando tinha 75 anos. Considerada uma das mais importantes escritoras brasileiras, ela teve seu primeiro livro publicado em junho de 1965 (Poemas dos Becos de Goiás e Estórias Mais).
   Mulher simples, doceira de profissão, tendo vivido longe dos grandes centros urbanos, alheia a modismos literários, produziu uma obra poética rica em motivos do cotidiano do interior brasileiro, em particular dos becos e ruas históricas de Goiás.


Poema de Cora Coralina



Considerações de Aninha


Melhor do que a criatura, 
fez o criador a criação.
A criatura é limitada.
O tempo, o espaço, 
normas e costumes.
Erros e acertos.
A criação é ilimitada.
Excede o tempo e o meio.
Projeta-se no Cosmos.


-Cora Coralina



   Convido vocês a verem agora a minha interpretação desse poema. Além de declamar eu quis contextualizar a poesia com o ambiente para que ela pudesse ser mais concreta e compreensível para todos. Vejam:






   Bom, kinesianos, é isso. Minha intenção é tornar a cultura mais acessível e interessante para todos e assim irei continuar fazendo. Espero que vocês tenham gostado desse vídeo, do poema e da admirável Cora Coralina. Logo logo eu irei subir mais vídeos. 
  
    Comentem aqui embaixo o que acharam da novidade, do vídeo e da poesia. Já conheciam "Considerações de Aninha"? Se alguém tiver alguma sugestão, aproveita e deixa aqui também! Não se esqueçam de procurar no Youtube, Coisas de Sousa, para conhecer o meu canal!

     Beijos e até breve! 💙

https://www.facebook.com/blogKinesis

quinta-feira, 8 de março de 2018

Malala Yousafzai: Vida de uma, história de várias

      Kinesianos, eu acredito que todos os dias são, sim, dias das mulheres, mas hoje, 8 de março, é um data muito importante, na qual devemos nos lembrar de toda a luta por direitos do gênero feminino durante a história da humanidade, as conquistas e sobretudo, momento (e agora falo diretamente com as mulheres) de entender que ainda há muito o que defender e conquistar. Por isso, resolvi falar sobre a história de uma personalidade atual bem marcante, a paquistanesa Malala Yousafzai.

"Nossas vozes são mais poderosas que armas"




Quem é Malala Yousafzai?


   No século XIX, existiu uma menina afegã chamada Malalai de Maiwand, que ao perceber que seu povo estava desistindo da batalha contra os ingleses, estimulou seus compatriotas a vitória contra os britânicos, em 1880, indo ao campo de batalha para unificar uma força afegã desmoralizada com um verso sobre o martírio: "É melhor viver como leão por um dia, do que viver como escravo por 100 anos.". Quando não havia mais esperança, foi essa jovem que ergueu a voz e encorajou os afegãos a conquistar a vitória. Infelizmente, mais tarde foi atacada e morta.

Malala Yousafzai - Documentário Netflix - Dia das mulheres   Muitos anos depois nascia no Vale do Swat, Paquistão, uma menina. Foi a primeira em 300 anos a ter seu nome registrado na árvore genealógica da família. Seu nome foi inspirado na heroína do século XIX. Seu pai escolheu o nome Malala Yousafzai e foi isso que ela se tornou.

    Ela cresceu na escola de seu pai, observando-o defender os direitos de seu povo. Um dia, o lugar tranquilo onde eles moravam foi dominado pelo Talibã. A partir daí, restrições e ameaças começaram a surgir, uma delas foi a proibição de todo estudo que não fosse religioso às meninas. Malala começou a denunciar anonimamente o que estava ocorrendo no blog da BBC, mas isso não estava sendo o suficiente. Nessa época, o Talibã começou a ordenar que bombardeassem as escolas, fazendo com as crianças tivessem medo... Se elas fossem estudar poderiam morrer.

    Malala resolveu então, por conta própria, denunciar publicamente tudo o que estava acontecendo. Ela e outras meninas estavam indo à escola escondidas e foi em uma dessas idas que um homem do Talibã entrou em sua van e atirou nela e em suas amigas. A bala acertou a cabeça de Malala, mas apesar da gravidade dos ferimentos, ela conseguiu sobreviver.
     
   Então, ela resolveu seguir seu caminho na luta para ajudar milhares de meninas privadas do direito à educação. Aos 17 anos, ela venceu o prêmio Nobel da Paz, sendo a pessoa mais nova a receber essa honraria.

    Infelizmente, ela e sua família são ameaçados de morte e por isso não podem voltar para o Paquistão, mas a luta continua...


Documentário "Malala":


      Inspirado em seu livro  "Eu sou Malala - A história da garota que defendeu o direito à educação e foi baleada pelo Talibã", o documentário "Malala", disponível na Netflix, é belíssimo e muito inspirador. Ele mistura algumas animações bem delicadas com imagens reais, para contar a vida dessa jovem paquistanesa e, ao mesmo tempo, suavizar o impacto de sua história antes, durante e depois do ataque do Talibã.
    
     Nele, é possível ver onde Malala morava, sua escola, amigas, algumas ações do Talibã, cenas de quando ela foi atacada, sua recuperação, o momento da indicação e premiação do Nobel da Paz, além das intervenções que ela e seu pai estão fazendo em outros países à favor da educação de várias crianças, especialmente, mas não somente, meninas.

Vejam o  trailer do documentário:



O poder da educação na luta pelos direitos das mulheres:


     Malala não resolveu lutar pelo direito à educação à toa. No seu documentário, vemos que as mulheres daquela região, principalmente as da idade de sua mãe ou mais velhas, não tinham o costume de ir à escola, mais do que isso, não estavam acostumadas a receber informação. A função e preocupação delas era apenas ser uma mulher honrada, decente, dona de casa, mãe e obediente aos costumes e tradições. (Que fique bem claro, de modo algum isso é algo ruim, porém essa não deveria ser a única opção das mulheres).

Malala Yousafzai - Trecho do discurso de premiação do Nobel da Paz
Malala se tornou a pessoa mais nova a receber o Nobel da Paz
   Sabem aquela história de que alguns sistemas não querem que o povo estude porque isso faz com que o mesmo comece a questionar? Então, é por aí. Quando um dos líderes do Talibã começou a falar diretamente com as mulheres, isso surtiu efeito. Elas começaram a ouvir e seguir o que ele dizia. Ele estava no controle.

   Quando meninas da idade de Malala resolveram que queriam estudar, isso se tornou uma ameaça, porque através da educação você começa a ter mecanismos para contestar aquilo que você não concordar e não aceitar certas realidades impostas. Ou seja, você pode mudar sua história.

       Aqui no Ocidente não é comum termos diretamente um sistema que proíba as mulheres de estudar e ameace sua própria existência, mas é muito fácil encontrar casos de mulheres que não foram encorajadas a estudar ou não tiveram as mesmas oportunidades porque tinham obrigações de casa e "não haveria necessidade de estudar tanto" porque no futuro sua responsabilidade seria apenas cuidar da casa e dos filhos. Ou até mais, ouviram que não teriam capacidade para tanto.... É por isso que é preciso lutar pelo direito à educação. Para mudar essa visão, que atrapalha há séculos inúmeras vidas.

     Todas nós devemos ter o direito de escolher a vida que queremos ter sem interferência de quem não sabe como é estar em nosso lugar e merecemos ter condições para que isso ocorra.

* Malala hoje tem uma fundação e apesar de todas as intervenções e financiamentos que têm sido feitas ainda há mais de 130 milhões de meninas fora da escola. Para ter mais detalhes e saber uma forma de ajudar clique aqui.

Dia das mulheres!


    Bom, eu escolhi a história da Malala por não ser só sobre a vida de uma única mulher, mas o reflexo da vida de várias. Nós somos várias Malalas espalhadas pelo mundo. Não precisamos morar em algum país do Oriente, nem levar um tiro para lutar pelo direito das mulheres. Cada mulher, assim como a própria Malala, existe, resiste, luta e acredita... Acredita que não é inferior por ser mulher, acredita que pode e consegue, que ergue a cabeça e vai a luta. Porque a nossa luta é diária e cada uma de nós, em qualquer lugar do mundo, independente de idade, nacionalidade, sexualidade, cultura, crenças, raça e posição social enfrenta vários desafios apenas por ser mulher.

    Gostaria que vocês, mulheres, lembrassem sempre que nós não moramos nesse mundo de favor. Nós merecemos estar aqui porque ele também é nosso. E sendo nosso, nós devemos lutar para sermos respeitadas, valorizadas, independente de sermos o que a sociedade espera de nós ou não. Devemos erguer nossa voz, assim como tanta outras mulheres já fizeram, para mudar a nossa realidade e sermos com orgulho quem somos ou queremos ser. Se não lutarmos por nossos objetivos, sonhos e interesses, acreditem, ninguém mais irá fazer isso.

   Que ser mulher não seja desculpa para diminuir nossa capacidade, mas motivo de muito orgulho pela nossa existência e força. Por fim, deixo aqui, hoje e sempre, meu sincero respeito, carinho e admiração a todas as mulheres. Parabéns pelo nosso dia. Nós merecemos!
    
        Beijos e até breve!

https://www.facebook.com/blogKinesis

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

"Extraordinário" : Um sutil manifesto em favor da gentileza

     Kinesianos, ultimamente o nome "Extraordinário" tem sido muito comentado. Isso porque no dia 7 de dezembro de 2017, chegou ao Brasil a adaptação do livro homônimo para os cinemas, que encantou e emocionou muita gente. Hoje, eu quero falar do livro Extraordinário, da escritora R.J. Palácio, que li recentemente e gostei muito.

Capa do livro Extraordinário - escritora R.J. Palacio
Livro Extraordinário - R.J. Palacio


"Vamos criar uma nova regra de vida... sempre tentar ser um pouco mais gentil que o necessário"


Sinopse

“August (Auggie) Pullman nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso ele nunca frequentou uma escola de verdade… até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros.
J. Palacio criou uma história edificante, repleta de amor e esperança, em que um grupo de pessoas luta para espalhar compaixão, aceitação e gentileza. Narrado da perspectiva de Auggie e também de seus familiares e amigos, com momentos comoventes e outros descontraídos, Extraordinário consegue captar o impacto que um menino pode causar na vida e no comportamento de todos, família, amigos e comunidade – um impacto forte, comovente e, sem dúvida nenhuma, extraordinariamente positivo.”

Livro: Extraordinário                          Autora: R. J. Palacio

Páginas: 318                                      Editora: Intrínseca

Considerações sobre o livro:

   
  Apesar de ser um obra infanto-juvenil, que geralmente eu não gosto muito de ler, esse me interessou já nas primeiras páginas. O livro aborda temas bem recorrentes na nossa sociedade como bullying, escolas inclusivas e inclusão social (atenção pessoal que vai fazer ENEM, as bancas adoram discutir esses temas na prova, inclusive nas redações).  Além de tratar da dificuldade que nós todos temos em lidar com tudo aquilo que é diferente do que estamos acostumados, de julgar sem conhecer e da necessidade de sermos gentis... mais gentis que o necessário, tentando enxergar cada um muito além do que aparenta em um primeiro momento.
   
   Uma história que à princípio é para crianças e jovens e nos lembra de uma maneira bem sutil e agradável como é bom e necessário ter gentileza, bondade, coragem, amizade e caráter para ser grandioso o bastante para encarar e mudar o mundo para melhor.

    A leitura é fácil e rápida. Além de ter uma linguagem mais simples, umas referências à cultura pop, a história também conta com o bom humor de August, que lida muito bem com a própria história na maior parte do tempo. Isso faz com que o leitor queira permanecer acompanhando de perto o garoto em seus altos e baixos, rindo e se emocionando junto com ele.

   Um ponto chama bastante atenção durante a narrativa e faz toda diferença.  A história do garoto Auggie não é contada apenas por ele, a autora se preocupou em colocar o relato das pessoas que estão diretamente envolvidas com o menino. Isso acaba explicando o que tinha por trás de vários acontecimentos, nem tudo é o que parece e o quanto a história de August modificou e transformou a vida dos outros personagens. 
   
    Justin, um dos personagens, diz "Não, não é tudo um acaso. Se fosse, o universo nos abandonaria à própria sorte. E o universo não faz isso. Ele cuida das suas criações mais frágeis de formas que não vemos. Como com pais que amam cegamente. E uma irmã mais velha que se sente culpada por ser humana com relação a você. E um garotinho de voz grave que perdeu os amigos por sua causa. E até uma garota de cabelo rosa que carrega sua foto na carteira. Talvez seja uma loteria, mas o universo deixa tudo certo no final. O universo cuida de todos os seus pássaros." - pág. 138.

Contra-capa do livro Extraordinário - escritora R.J. Pulacio | Editora Intríseca: "Não julgue um menino pela cara"
"Não julgue um menino pela cara"






















Curiosidade:

  •   A história é baseada no romance de R. J. Palacio. Tudo começou quando a autora estava em uma sorveteria com seus dois filhos pequenos e viu uma criança com a síndrome de Treacher-Collins, uma doença genética que causa, entre outros problemas, deformidade facial. O episódio mexeu tanto com Palacio que ela decidiu escrever sobre como é difícil enfrentar um mundo que não sabe lidar com a diferença.


  Bom, kinesianos, essa foi a minha primeira leitura do ano e eu quis muito compartilhar com vocês porque achei realmente inspirador e me fez pensar sobre vários momentos e assuntos e repensar atitudes. Creio que em uma sociedade tão intolerante e indiferente como a nossa é muito bacana tentar ser um pouquinho melhor todos os dias. É aquele velho clichê, que diz que se quiser mudar o mundo comece por você.

   Sei que a maioria já viu o filme, mas mesmo assim eu indico a leitura do livro. Comentem aqui embaixo se vocês já leram "Extraodinário" e o que acharam. 
   
   Beijos e até breve! 💙

https://www.facebook.com/blogKinesis

quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Epifanias diárias: A voz amiga

    Estranhamente não conheço quem mora ao lado. Não sei seu nome, seu rosto ou idade. Ainda assim sou, de certa forma, íntima desse ser. Nosso laço habita em sua voz. Com ela eu canto, a partir dela às vezes me irrito. Talvez me arranque uma risada espontânea. O esquisito é que sem ela não é indiferente, mas... triste, vazio. O silêncio que ecoa me faz pensar que talvez seja hora de admitir que essa voz já se tornou amiga. 

Amanda Sousa




   Kinesianos, "A voz amiga" é mais uma produção para o Epifanias diárias, dessa vez com um formato um pouco diferente. Espero que tenham gostado desse e estou produzindo muita coisa nova que vou divulgar em breve.
    Comentem aqui embaixo o que acharam de "A voz amiga", desse modelo e se estão gostando do Epifanias diárias. Como sempre digo, a opinião de vocês é muito importante para mim, o Kinesis não deve ser construído só por mim... gostaria que tivesse um pouco de vocês aqui também.
      Beijos e até logo!

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Visitando a Serra da Piedade

   Kinesianos, hoje eu quero mostrar um pouco para todos vocês um lugar muito especial aqui de Minas Gerais. 
   
 Confesso que é, de fato, uma vergonha eu, como mineira, ter demorado tanto tempo para ir conhecer este local que recebe turistas de todos os lugares. 

   Enfim, mas eu fui e devo dizer que eu adorei e foi super especial. Mas, Amanda, que lugar é esse? Então, é o Santuário Nossa Senhora da Piedade, na Serra da Piedade - Caeté/ MG.



Vista geral do Santuário Nossa Senhora da Piedade - MG
Vista geral do Santuário
Este lugar maravilhoso é conhecido por ser uma área de oração, preservação ambiental e meditação. Realmente, agrada a todos os gostos.


    Localizado a 48 km da capital mineira e a 16 km do município de Caeté, é um cenário de riquíssima beleza natural, no alto da montanha, a 1746 metros de altitude. 

    Lá do alto são 360 graus de panorama de uma vista  simplesmente inspiradora. Além da vista das matas e serras avista-se também nove cidades: Belo Horizonte, Caeté, Contagem, Lagoa Santa, Nova União, Raposos, Sabará, Santa Luzia e Vespasiano. 



 O que mais chama atenção 


Astronomia


Observatório Frei Rosário - UFMG
Observatório Frei Rosário


  O Observatório Astronômico Frei Rosário, mantido pela Universidade Federal de Minas Gerais, oferece aos visitantes equipamentos especiais para conhecer mais de perto a astronomia.

  



Natureza deslumbrante




  Indo para a segunda parte do Santuário, o turista irá se deparar com essa vista. 

  Sem dúvida alguma, é um dos lugares mais bonitos, onde a gente consegue sentir paz e uma energia muito boa. A vontade é de realmente sentar nesses banquinhos e só admirar.





  Assim que nós chegamos no alto da serra, encontramos uma praça onde os carros ainda podem ir. 

 Lá possui um restaurante, uma estátua, mas o que mais chama atenção é essa rocha que  possui uma pequena cascata. É muito bonito de se ver e produz um som de água caindo muito agradável, que combina com o local.

  Por falar em som, devo dizer que por todo a extensão do Santuário há pequenas caixas de som imitando casinhas de joão-de-barro, que começam a tocam música ambiente no final da tarde. O ambiente inteiro entra em harmonia e isso se torna super relaxante.


                                                                                                         

    Durante a semana os veículos podem sumir até a praça que eu comentei. Já nos domingos e feriados, devem parar no primeiro estacionamento. 

       Aí a pessoa tem duas opções: Ela pode optar por subir de vã por um preço simbólico ou subir a pé os 2,5 km restantes. 
   
        Eu optei por subir a pé e posso garantir que valeu a pena o esforço. Para quem tem condições físicas e disposição para isso eu recomendo.  Dá para parar e ir tirando fotos ou mesmo ir  observando a vista com as serras e matas ao redor, cidades um pouco mais distantes... E sentir o ar puro bem puro.



Religiosidade

  Não tem como ir no Santuário da Serra da Piedade sem pensar no aspecto religioso. Para quem é religioso tem várias coisas interessantes a se observar e para quem não é, não deixa ser bonito e chamar atenção. 

    Como o local está há 250 anos recebendo peregrinações de fiéis, é adaptado para acolher estas pessoas. Já existem dormitórios, a Via-Sacra, um calvário,  o Jardim das Oliveiras, uma cripta, uma capela e uma igreja mais nova. 


Ermida da Padroeira na Serra da Piedade com imagem atribuída a Aleijadinho


Ermida da Padroeira

    Na Ermida encontra-se a imagem de Nossa Senhora da Piedade, padroeira de Minas Gerais, atribuída a Aleijadinho.






   

Igreja Nova das Romarias na Serra da Piedade - MG

 Igreja Nova das Romarias
A Igreja Nova das Romarias foi edificada a partir de 1974, com projeto do arquiteto carioca Alcides da Rocha Miranda.  A Igreja revela uma rica simbologia, traduzida não apenas no edifício, mas em sua ornamentação interna, com os murais de cerâmica fosca que revestem as paredes baseados em temas bíblicos. 




     Essa grade das fitinhas de Nossa Senhora da Piedade é linda de se ver, principalmente quando começa a ventar. 

  Para quem tem fé, é possível comprar uma fitinha na lojinha por um preço bem baratinho, aí é só fazer um pedido, amarrar na grade e acreditar! 😉 😇


   

  Durante a subida para a Ermida, nós encontramos vários quadros como este, representando a paixão de Cristo em mosaico.

   Cada um indica uma dor (que Cristo sofreu) até o Calvário. 





Escultura Calvário na Serra da Piedade

Calvário


   
Diante da fachada frontal da Ermida, avista-se as esculturas do Calvário, moldadas em ferro nodular, executadas por Vlad Eugen Poenaru, pesando cerca de uma tonelada cada.

     A escultura é composta, ao centro, por uma grande cruz, à qual se prende a imagem de Cristo, tendo à sua direita a Virgem Maria e à sua esquerda, São João.

      Lembrem- se da simbologia dos quadros mostrados anteriormente.



O pôr do Sol


                                                    
  Por fim, mas de forma alguma, menos importante, está o maravilhoso pôr do Sol visto lá do alto da serra. Devo dizer que foi o mais bonito que eu já vi na vida e é por si um evento maravilhoso e um dos mais pontos mais fortes desse passeio.

     Quem fica até o final da tarde irá presenciar cenas como a da foto ao lado. Agora, uma vantagem de também descer a serra a pé é poder presenciar cada etapa deste espetáculo até o Sol finalmente se por. Realmente de tirar o fôlego.




      Eu poderia ainda ter falado sobre vários aspectos bacanas. A fauna e flora são lindas, há outras surpresas no caminho como uma pequena gruta, que é legal poder entrar.

    Devo destacar que para quem quiser comer no locar há um restaurante e uma lanchonete. Também tem uma lojinha como foi citado para quem se interessar por comprar algum artigo religioso.

      Para quem quiser mais informações, só clicar aqui para acessar o site oficial do Santuário Nossa Senhora da Piedade.


Horário de visitação: de segunda a sábado, das 8h às 18h | Domingo e feriado, das 7h às 18h


     
        Bom, kinesianos, acho que a imagem de cima já disse tudo. É um lugar para todos os momentos da vida e tipos de pessoas. Para visitar, sentir, tirar fotos, desbravar cada pedacinho e se surpreender mais e mais, relaxar, rezar e meditar. É para estar em paz, estar com a natureza, entrar em contato com nosso interior.

        Nesse passeio eu tive ainda mais certeza de como a natureza é perfeita por si só e DEVE ser preservada. Então, a luta continua!

     Comentem aqui embaixo o que acharam do post de hoje. Se vocês conhecem o santuário, o que acharam? Se ainda não, eu recomendo. Se tiverem gostado, deixem a opinião de vocês e, se possível, sugestões de locais para as próximas postagens. Quem sabe o Kinesis não aparece por lá? 


         Por hoje é só. Beijos e até breve!  💚



quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Courrieros: Entregas sustentáveis inovam com praticidade e economia

   
Ecolivery Courrieros
   A Ecolivery Courrieros é uma empresa de logística urbana expressa, que utiliza bicicletas e outros modais sustentáveis como meio de transporte para realizar entregas sustentáveis. Todos os entregadores da empresa são atletas treinados para realizarem suas funções de maneira segura e rápida, sempre respeitando a legislação de trânsito aplicável.

    Todas as entregas são rastreadas, garantindo uma segurança maior ao cliente. Além disso, a bicicleta é muitas vezes mais rápido do que a motocicleta, sem falar que a cada quilômetro percorrido, a motocicleta emite, dentre outros venenos, 113g de CO2. 

  
  A sustentabilidade é o primeiro pilar da empresa, o que a torna diferente nas relações sociais, ambientais e econômicas. Atualmente, eles já possuem franquias em São Paulo e Rio de Janeiro e a expectativa é que com a conscientização gradual da população sobre benefícios dos serviços, eles possam oferecê-los para todo o Brasil em pouco tempo! 


   Pensando nisso eu realizei uma entrevista com o pessoal dos Courrieros para o Kinesis a fim de tratar de assuntos super importantes na nossa sociedade como sustentabilidade, mobilidade urbana, políticas públicas e desenvolvimento econômico e social. Confiram:
   

K: O ramo de entregas utilizando bicicletas está começando a crescer agora no Brasil. Como surgiu a ideia de investir nessa área aqui no país? Vocês se inspiraram em modelos que já estão sendo apresentados em outros países?

EC: A ideia veio a partir do conceito que já existia em Nova York, a Courrieros começou com o intuito de entregas rápidas e com o passar do tempo foi mudando e se adaptando ao mercado.

K: Como funciona exatamente este sistema de entregas? Vocês utilizam outros meios de transporte além das bicicletas?

EC: O sistema a gente consegue rastrear nossas entregas através de status, utilizamos motos elétricas e carros quando necessário.

K: Quais tipos de entregas vocês oferecem atualmente e qual o perfil dos clientes da empresa atualmente? O serviço é mais voltado para pequenas empresas e escritórios que necessitam de entregas rápidas ou há opções para outras pessoas que também queiram chamar os Courrieros?

EC: Temos 3 modelos de entregas: Ciclista alocado, E-commerce e Entregas esporádica. Os clientes em 95% dos casos são empresas e os outros 5% são entregas para pessoas físicas. 

Tipos de entregas ecológicas

K: Como podem ser avaliados pela empresa atualmente quesitos como sustentabilidade, comodidade, agilidade e segurança para o cliente e, além disso, diminuição no número de automóveis em circulação com os serviços oferecidos pela Ecolivery Courrieros? Pesquisas ou levantamentos têm sido feitos neste sentido?

EC: Junto com a cobrança enviamos a cobrança o cálculo de quanto de CO2 sua empresa deixou de emitir. Além disso a  forma mais nobre de se provar sustentável é sendo uma empresa certificada pela B-Corp, uma rede de capitalismo do bem pelo mundo. 

Sustentabilidade 


K: A Ecolivery Courrieros já está atuando em grandes metrópoles do Brasil, principalmente em áreas de grande movimentação, tanto de automóveis quanto de pessoas. Quais são os principais desafios que vocês enfrentam nestas cidades para fazer às entregas oferendo o melhor serviço aos clientes?

EC: O preconceito com a ¨bike¨. Não são todos que acreditam que a ¨bike" tem a mesma autonomia em entregas de curtas distâncias.

K: Quais medidas poderiam ser tomadas para facilitar o trabalho da Ecolivery Courrieros e de outras empresas do mesmo ramo e, ao mesmo tempo, difundir essa cultura de utilização de bicicletas como um meio de transporte aqui no país? Existem projetos que são bem-sucedidos em outros países e que poderiam ser implantados aqui no Brasil?

EC: Formalização do mercado de entregas.


   Vejam agora o vídeo oficial Entregas Ecológicas Courrieros, que explica um pouco mais como ocorrem as entregas e quais são os benefícios de recorrer a estas entregas: 





  Para quem quiser se informar melhor sobre os tipos de entrega oferecidas, valores estipulados, premiações recebidas pela Ecolivery Courrieros  por ser uma empresa sustentável, entre outros aspectos importantes sobre a empresa pode acessar este prezi: Courrieros Comercial.

    
Courriero realizando entregas
   


  Sigam os Courrieros nas redes sociais para terem acesso a mais informações e novidades da empresa e de assuntos relacionados a sustentabilidade e mobilidade urbana:










   Bom, kinesianos, como prometido anteriormente, este ano eu vou procurar estar abordando bastante temas relacionados a relação entre o meio ambiente e a sociedade.
   
   Hoje, eu trouxe uma entrevista super bacana com o pessoal dos Courrieros, que além de tratar de sustentabilidade, também é super interessante nos aspectos mobilidade urbana e novas soluções para o crescimento e desenvolvimento das sociedades. 

  Essa foi a entrevista do mês de agosto aqui no Kinesis. Eu espero que vocês tenham gostado. Comentem aqui embaixo o que vocês acharam da proposta da empresa, se já presenciaram ou presenciam algo do tipo onde moram ou em viagens e se vocês têm alguma outra ideia de solução sobre o assunto. Também deixem aqui nos comentários a opinião de vocês sobre as entrevistas que eu estou trazendo para o blog.

   Beijos e até breve! 🍂